Várias maneiras de usar uma camisa social de acordo com Dior

Estamos chegando perto do final da semana de moda de Paris, a última das semanas de moda desta temporada, e um dos meus desfiles preferidos até agora foi o prêt-à-porter primavera/verão 2020 da Dior.

Sob direção criativa de Maria Grazia Chiuri, a maison francesa (que já teve Yves Saint Laurent no comando) lançou um olhar crítico sobre a crise climática e na sustentabilidade, ao mesmo tempo em que homenageou Catherine Dior (a Miss Dior original), irmã de Monsieur Christian Dior que muito o inspirou durante a sua vida, que era apaixonada por jardinagem. Miss Dior participou da Resistência Francesa e chegou a ficar em um campo de concentração alemão durante a Segunda Guerra Mundial.

O desfile idealizado por Chiuri transformou o Hippodrome de Longchamp em uma verdadeira floresta a partir do trabalho conjunto com o coletivo Coloco (que trabalha com espaços verdes e regeneração urbana) com 160 árvores de origens diversas que serão plantadas em projetos por toda a cidade de Paris. O conceito do desfile revelava, então, que o respeito pela diversidade e pela natureza poderá nos libertar.

Particularmente, eu amei os chapeuzinhos presentes em vários looks, e também sou fã do coturno. Mas o que eu quero trazer do desfile da Dior pra esse nosso cantinho são as diversas maneiras de usar uma camisa social. Sim, uma peça tão básica, clássica e que todos temos no armário apareceu num total de 13 looks de um dos desfiles mais importantes de qualquer temporada de moda, em várias propostas diferentes.

silhouette_01.jpg

A camisa social de cor azul foi escolhida pela Dior para compor diversas produções, das mais clássicas até as mais fashionistas. O primeiro look do desfile foi um macaquinho com a camisa social azul. A sobreposição das duas peças é uma alternativa interessante para dias mais frescos.

Alfaiataria com camisa social é uma combinação comum, mas fica mais moderna por conta da cor da camisa.

Por sua vez, quando combinada com saia longa, a camisa social azul ganhou uma vibe meio boho, resultando num look sofisticado, moderno e confortável.

Já com os vestidos acinturados e ligeiramente rodados, a camisa azul ganha ares românticos. Reparem que em 2 dos looks as golas da camisa ficam por dentro dos vestidos, em mais um truque de styling que tira a peça do lugar comum. O coturno faz o contrapeso perfeito ao romantismo do look, deixando tudo muito atual.

Nos looks com casacos mais amplos, a gola da camisa aparecendo é um detalhe que faz toda a diferença. O contraste das cores das peças também traz informação fashionista para o look.

Uma gola alta por cima da camisa, como nos looks acima, deixa todo o destaque para as mangas, num truque de styling muito simples mas que modifica completamente o look.

Pra mim, esse desfile da Dior foi um exemplo perfeito da importância das semanas de moda: muito mais do que querer reinventar a roda, os estilistas e diretores criativos das grandes maisons podem aproveitar seus desfiles para apresentar truques de styling que podem atualizar nossos looks com peças básicas que já temos nos nossos armário.

 

*todas as imagens deste post foram divulgadas no site da Dior.

Um rápido guia dos Estilos Contemporâneos

Já conversamos aqui sobre os 7 estilos universais, e agora quero dar um panorama pra vocês dos estilos contemporâneos. A classificação dos estilos contemporâneos foi criada para complementar as classificações dos estilos universais, como um desdobramento das categorias criadas a partir dos primeiros estudos teóricos sobre o tema.

URBANO

O estilo urbano é adotado por pessoas que priorizam o conforto, principalmente para poder explorar os espaços urbanos sem que uma peça de roupa interfira na programação. O estilo urbano permite uma mistura de muitos estilos, gosta de misturar peças hi-lo, chique com casual, com uma pitada de esporte. A nova trend dos tênis, que agora circulam nos mais diversos ambientes dando uma cara de fashionista aos looks que poderiam ser mais formais, é um dos exemplos dessa mistura que caracteriza o estilo urbano.

As pessoas que curtem o estilo urbano precisam estar cientes de que podem parecer um pouco informais dependendo da ocasião, sendo preciso dosar e equilibrar a mensagem que se quer transmitir. A informalidade inerente ao estilo urbano acaba dando uma cara mais jovem e despojada aos looks, o que transmite também uma mensagem de pessoa receptiva.

CLÁSSICO MODERNO

O estilo clássico moderno mistura peças de alfaiataria com corte impecável, bolsas e acessórios de qualidade com pitadas de atualidade nos looks, transmitindo a mensagem de que está antenada com as tendências. Um look clássico moderno pode ser minimalista, monocromático, monocromático com acessórios coloridos, com um belo tênis, e assim por diante. O clássico moderno é facilmente identificado por um único elemento que quebra o que seria um look absolutamente certinho.

O clássico moderno pode ser uma mão na roda para pessoas jovens que estão iniciando suas carreiras no mercado de trabalho, já que transmite uma mensagem de maior seriedade e confiabilidade.

DIVERTIDO CASUAL

As tendências divertidas entraram na moda há tempo, misturando, por exemplo, estampas de desenhos animados a saias plissadas (alô Prada S/S 2018). As cores vivas, estampas e frases divertidas se encaixam nessa categoria, que facilitam composições práticas e criam um look leve.

Assim como a categoria urbana, é preciso ter cuidado com os ambientes onde se circula com esse estilo, pois o divertido casual, por ter características muito jovens, pode resultar numa perda de credibilidade nos momentos mais sérios. Por outro lado, é um estilo ideal para quem trabalha em áreas onde a criatividade é determinante, demonstrando toda a sua alegria.

FASHIONISTA

Homens e mulheres apaixonados por tendências de moda são os típicos fashionistas. Essas pessoas gostam de consumir tudo o que é mostrado nas passarelas com rapidez, e costumam consumir muito em lojas do tipo fast fashion. O fashionista costuma demonstrar muita segurança e confiança por meio do seu estilo. Entretanto, por conta de vestir-se de acordo com as tendências, o fashionista precisa ter cuidado para não virar refém da moda e esquecer-se do seu próprio estilo. O equilíbrio entre usar o que está na moda e o que realmente se encaixa no seu estilo é tênue, mas é possível com uma boa dose de autoconhecimento.

MODERNO CHIQUE

Estar bem vestido é uma prioridade para quem se encaixa nessa categoria. A sofisticação e a elegância se encontram com toques atuais e tendências que se adequam a este estilo. Peças de cortes impecáveis ajudam a demonstrar confiança, embora seja necessário cuidado para não parecer pra frentex demais em alguns ambientes.

PREPPY GEEK

O estilo preppy geek mistura elementos divertidos, muitas vezes relacionados ao universo dos desenhos animados e super heróis, com peças de estampas clássicas como o xadrez e cortes de alfaiataria, abusando de camisas sociais e suéteres. Para quem usa óculos, um dos elementos que ajuda a dar muita personalidade ao estilo preppy geek são as armações de acetado, que dão um destaque excelente o rosto.

GRUNGE

Não adianta fugir, o grunge sempre estará rodando a moda. Muito além de camisas xadrez e calças rasgadas, o grunge inspira coleções que desfilam nas principais semanas de moda do mundo. Marc Jacobs costuma fazer muitas coleções com toques grunge, e até mesmo Anthony Vacarello (na frente da  direção criativa da maison YSL) tem adotado elementos grunges nas coleções, com várias peças que misturam couro e renda a recortes inusitados. A coleção A/W 2020 de Maria Grazia Chiuri também traz muitos elementos grunges para peças clássicas da Dior, como o xadrez, couro, cintos amplos e chapéus misturados a pérolas e peças da alta joalheria.

ROMÂNTICO COOL

Esta é uma categoria identificável predominantemente entre as mulheres. Romântico cool é caracterizado por um look fluido, com babados, rendas, detalhes e estampas delicados. Devidamente dosado, ajuda a transmitir leveza em profissões que exigem tremenda seriedade e por vezes tornam a mulher inacessível.